Intercalados


adriana_claudia

 

Há alguns dias venho tendo lembranças de tudo o que fizemos juntas, as vezes uma desencadeia outra e assim vai… Lembrei que cantávamos as músicas do Kleiton e Kledir, Almondegas e qualquer coisa que nos viesse a cabeça, Vento Negro e Viração eram quase um hino. Torrada (o nosso misto) de lanche, gemada no meio da tarde (vício teu), pão torrado com doce de goiaba que teu pai fazia com as frutas do verão, tu me ensinavas que um bolo deve ter a forma forrada com papel amanteigado para não colar e, claro, eu não fazia e colava, motivo para depois rechear com muito doce e a tua indignação porque acabava perfeito e gostoso no final. Meus filhos e eu recebemos das tuas mãos várias injeções, rs, sim, tinhas uma habilidade ímpar como enfermeira. Quantos passeios, lagarteadas ao sol, chimarrão, cafés da tarde. É impressionante tantas coisas que fizemos, as faxinas no Laranjal, a comida na praia, dançar no Direito, festa para as crianças, incontáveis recordações, amigas de 3 décadas tem muito o que lembrar… Quantas habilidades Cláudia, fostes técnica de saúde, professora de educação física de inglês, apicultora, doceira, baleira de mel, motorista, artesã, jardineira, veterinária, cientista, professora universitária, é muito, não consigo nem relatar o todo. E aí me pego pensando que, talvez,  nada mais poderá ser feito ou recordado. Que aperto no peito, dá até falta de ar… São tantos pensamentos intercalados bons e ruins, mas as possibilidades vão se esgotando e as idéias se afunilam e assustam, sobre o que foi e quem foi. Como que toda uma vida se torna, de repente, uma tragédia humana? Quem se deu o direito de te subtrair, quem se acha tão onipotente para subjugar uma vida? Quem se utilizou da força e astúcia para te tirar de nós, muitas perguntas, por enquanto sem respostas, mas ninguém é onipotente, ninguém é tão astuto, ninguém tem o direito de fazer com qualquer pessoa o que foi feito contigo! Dentro de mim ecoa e vibra uma voz de indignação, ainda não rasgou o peito, porque ainda não sei, mas quem realmente sabe o que te aconteceu porque o fez sabe, não haverá impunidade, pode não ser agora, mas vai pagar! Por enquanto lembro…

Um pensamento sobre “Intercalados

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s