Não sei…


poesia_praia_salvador

Abri o blog sem saber o que iria escrever, mas não quero deixar de fazê-lo, então aqui estou digitando para ver se algo acontece nesse meio tempo. Depois da madrugada de domingo, quando parei de digitar porque uma tristeza me invadiu, fiquei um pouco angustiada e as palavras cessaram. Muitas vezes não sei o que pensar, então tento me ocupar para não pensar. Tem dias que cozinho, outros leio, enfio a cara no trabalho, aliás tenho saído tarde essa semana, e, muitas vezes, alterno entre noites insones acordadas ou um sono pesado que me invade abruptamente, aconteceu ontem… Acredito que é uma forma de defesa do nosso organismo, nos faz dormir de qualquer jeito, para que possamos nos recuperar. Nas noites insones acabo tomando algum remédio, nem que seja um fitoterápico qualquer, não gosto de drogas pesadas. Como estou num período de muita sensibilidade, que mina as forças interiores, acabo evitando leituras que me incomodam, que colocam o dedo na ferida do teu desaparecimento, que são de uma insensibilidade ímpar, que chocam, que não te ajudam… Percebi que algumas coisas precisam do embate para sobreviver, não medem consequências nem seus atos, usam a tua imagem de forma quase desrespeitosa e isso dói, fico imaginando se a tua mãe visse e agradeço sempre que ela não tem como. Ontem escrevi para uma amiga que o que mais se quer é que tudo isso acabe, que tenhamos uma pista, qualquer uma, que possamos ir na tua busca, as pessoas tem bradado: justiça! Pois, abro a mão dessa justiça para te ter de volta, justiça é uma segunda etapa, quem quiser entender mal o que escrevo fique a vontade, pois troco qualquer coisa para que voltes… Se quero Justiça?! Claro que sim, mas quero a tua volta primeiro… É isso o primeiríssimo objetivo, acredito na justiça divina, então, sempre que rezo a Deus, peço por ti, sempre por ti primeiro. Um dia essa justiça poderá ser feita, e é evidente que a quero, mas com todas as minhas forças, primeiro vens tu Cláudia, sempre! Então, não sei quando voltarás, não sei sobre o que escrever, não sei por qual justiça as pessoas berram, não sei porque isso aconteceu, não sei …  Só sei que dói!

6 pensamentos sobre “Não sei…

  1. Simplesmente dói!! Muito admirável teu texto!! Para quem tem sensibilidade de ler nas entrelinhas…Para quem entende que somente basta a volta de Claudia,Notícias, enfim!! Dói em mim imagina o quanto, mas o quanto em ti!!! Recebe meu maior carinho e respeito pela tua dor, pela dor de toda família!!
    ” CONHEÇA TODAS AS TEORIAS, DOMINE TODAS AS TÉCNICAS, MAS QUANDO TOCARES UMA ALMA HUMANA, SEJA APENAS OUTRA ALMA HUMANA”

  2. Embora dizendo não saberes o que escrever, disseste tudo o que eu senti nesse mesmo domingo! Mesmo a Cláudia não sendo minha conhecida, nem familiar como é teu caso, conseguiste falar dos sentimentos de amigas que ela conquistou com a notícia desse drama, o que talvez não seja uma infelicidade e sim um reencontro de espíritos, programado pela Inteligência Suprema do Universo.
    Tu, resolveste escrever; eu, resolvi ignorar publicações maldosas, imbuídas de altas cargas de energia negativa,para poder continuar com minha fé e esperança no que acredito e peço a Deus a cada segundo dos meus dias.
    Desisti de pedir solidariedade,respeito, discernimento e amor, a quem não demonstra sequer moral e ética em atividades públicas.
    A mim também não interessa essa justiça tão cobrada, e se possível, trocaria a volta da Cláudia pela isenção de quem a levou de perto dos que a amam.
    Assim como tu, também acredito em Deus, acredito na Justiça Cósmica.
    Depois de ver a fotografia do ódio estampada no facebook, em uma página que se diz solidária ao desaparecimento de Cláudia; depois de minhas manifestações sobre a aflição que sinto com a falta de respeito e empatia nas postagens e comentários de integrantes; depois de ver meus textos exluídos por não compactuar com acusações e desamor; depois de ser acusada de estar defendendo praticantes de um crime do qual ainda nada sabemos, eu decidi não mais entrar em qualquer canal diabólico, o que considero seja a página Desaparecida Claudia Hartleben.
    Continuemos assim, acreditando em Deus, afastando de nós todo e qualquer pensamento de vingança, ódio e desengano. Estejamos sempre firmes e unidas na Fé, alimentando a força de nossos abraços em Cláudia, na alegria pelo seu retorno! Temos o direito de acreditar, de sonhar e também realizar esse sonho. Eu acredito e confio em Deus!
    Força Adriana! Beijos

    • Vera, o meu texto foi fluiu, lembrei das cobranças das pessoas por justiça e de que sempre pensei, primeiro a Cláudia depois a gente vê como fazer justiça, sabia que ao escrever isso seria imediatamente julgada por não querer justiça para a Cláudia, as palavras que não somam eu subtraio, porque não há solidariedade então deixei de ler qualquer coisa que me magoe ou magoe a quem eu amo, há dias que não vou à página, principalmente depois que as fotos da Cláudia foram copiadas, sem autorização, do perfil do marido, a quem acusavam. Foi a gota que transbordou, não existe respeito, não tem porque eu ler.

  3. Quando peço justiça, quero que a polícia não pare de procurar a professora, que a encontre num cativeiro que seja, porém viva. Que não aleguem falta de pistas ou provas e relevem ao esquecimento a perda de uma pessoa que não conheci, mas que sei que se fez amada por muitos. Poderíamos pedir, realmente: -Tragam Cláudia de volta. Por saber do teu amor pela tua amiga, por eu ter a graça de ter amigas como tu, tenho o maior respeito pelo o que estás passando e peço a Deus que te poupe sempre, assim como a mãe de Cláudia. Um grande abraço.

    • Obrigada Sylvia, também quero justiça, mas existe um pedido fundamental de cuidado para com a Cláudia, então quero que essa busca seja cuidadosa, para que em nenhum momento ela possa ser prejudicada. Justiça me parece um “acerto de contas”, portanto, assim como tu, quero que a polícia continue investigando, até achá-la.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s