Laranjal


Laranjal

Para quem nasceu em Pelotas o Laranjal é sempre uma referência, a nossa praia doce, que quando é invadida pelo mar se torna transparente, com águas deliciosamente verdes, um espelho onde nascem o sol e a lua. Chegam peixes e camarões, siri, uma delícia passar os verões, desfrutando dessas benesses. Minha praia era o lugar das minhas aventuras, subir de bicicleta até o morro da caixa d’água e descer sem freios, loucuras de quem sequer imaginava que nos diversos cruzamentos poderiam ter carros;  atravessar a mata a pé para ir até o convento das Carmelitas, ganhar santinhos e orações; caminhar do balneário Santo Antônio o balneário dos Prazeres, nosso popular Barro Duro,  na noite do dia 1º de fevereiro; acompanhar a procissão de barcos no dia seguinte; ir até a Barra ou a Z3 comprar peixe e camarão frescos, quando criança tinha umas duas casas de pescadores, onde hoje fica a avenida Jorge Ivan da Costa Gertum, eles que nos forneciam; fazer luau na praia; piquenique com as crianças na areia; ver o sol nascer dentro da lagoa e o por-do-sol a sua beira ou simplesmente ir para a praia duas vezes ao dia, até três. São recordações muito doces, muito boas e vivas dentro de mim, felizmente pude compartilhar com os meus filhos essas aventuras. Nossa família tem um carinho imenso por este lugar. E o nosso Laranjal transbordou a Lagoa está cheia invadiu a areia, as ruas e as casas de ponta a ponta, foi da Barra a Z3. Lembro de vários verões quando a chuva não parava e as ruas enchiam, já vi a Lagoa recuar muitos metros, vi uma ressaca também, creio que foi em 2001, mas não lembro de uma invasão de águas como essa. Chove no Rio Grande do Sul, muito, o Guaíba em Porto Alegre também subiu e entrou na cidade, joga a água na lagoa, não tem vasão pelo São Gonçalo, virou um imenso saco de águas invadindo as cidades e os campos a sua volta. Nos conhecemos num verão a beira da praia, muitos foram os veraneios lá, muitas são as minhas recordações. Quantas vezes ficastes com os meus filhos no Laranjal para eu poder ir trabalhar. Na última vez que nos vimos falamos da lagoa, o quanto é perigosa e engana os que nela se aventuram, navegar ali não é fácil. Um dos locais mais belos que conhecemos está assustador, há uma semana. O Laranjal sempre será a minha morada, por mais lugares que eu conheça, ali está o meu coração.

2 pensamentos sobre “Laranjal

  1. Belas palavras envolvidas em saudades e em duas tragédias tão doídas: A dor de não ter respostas e a dor daqueles que perdem tudo na força das águas. Mas Deus em sua infinita bondade há de cuidar de todos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s