De repente


claudia

De repente, não mais que de repente, um sentimento de desalento me invade ao ler um texto na internet sobre viver a vida, experimentar. Quanta frustração apodera o peito, porque uma das pessoas mais vivazes que conheci fostes tu, então sinto uma ceifa abatendo o meu pensamento como abateram a tua vida. E é assim, tudo de repente, ao mesmo tempo, lembro de ti e te tiram a vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s